Diminuir tamanho da fonte Aumentar tamanho da fonte

Década de 90

Pedro Kemp iniciou os estudos do Mestrado em Educação pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e publicou o livro “Escola Alternativa – Paixão e Descaminho”, editora UFMS – 2000. No mesmo ano, tornou-se professor concursado da rede pública estadual de educação e iniciou o trabalho que se consolidou como uma das marcas do mandato Pedro Kemp: a atuação na educação especial.

Aos 30 anos, Pedro Kemp casou-se, no dia 15 de agosto de 1992, com Nancineide Cácia da Silva, uma militante dos direitos humanos. Foi na luta em defesa dos trabalhadores e dos direitos humanos que Kemp conheceu e se apaixonou por Nancineide.

Também foi na década de 90, em 1996, que Pedro foi eleito vereador de Campo Grande, o mais votado do PT, dando início a um mandato atuante, educativo e inovador. No mesmo ano, assumiu a Coordenação Diocesana da Campanha da Fraternidade da Arquidiocese de Campo Grande.

Em 1997, no dia 09 de setembro, Kemp se tornou pai do seu primeiro filho: Pedro. Aquele ano marcou ainda a criação do Fórum do Mandato, um espaço destinado a participação popular na discussão de propostas para sua atuação no parlamento e prestação de contas do seu trabalho. A iniciativa do Fórum irá acompanhar toda a trajetória política de Kemp.

Em 1998, na chapa encabeçada por Zeca do PT, Pedro Kemp saiu candidato a deputado estadual pela segunda vez, ocupando a 1ª suplência.

No ano seguinte, 1999, nasceu o segundo filho do casal: Isabela. No mesmo ano, Kemp assumiu a Secretaria de Estado de Educação, desenvolvendo um projeto inovador com a proposta denominada Escola Guaicuru: com a implantação da Constituinte Escolar, a Educação de Jovens e Adultos, a Política de Educação Inclusiva, o Projeto Bolsa Escola, a Educação Escolar Indígena, a Telematrícula e a descentralização da merenda escolar.

Compartilhe: