Diminuir tamanho da fonte Aumentar tamanho da fonte

Covid-19: Imunização nas aldeias tem “fakenews” como obstáculo e Kemp pede urgência nas ações para proteger população indígena

Campo Grande, 25/02/2021

O deputado estadual Pedro Kemp (PT-MS) apresentou indicação com urgência para os órgãos responsáveis pela imunização do grupo prioritário indígena contra a Covid-19 aos órgãos responsáveis. Mato Grosso do Sul tem a 2ª maior população indígena do País. São cerca de 81 mil indígenas e oito etnias: Guarani, Kaiowá, Terena, Kadwéu, Kinikinaw, Atikun, Ofaié e Guató. . “A população das aldeias indígenas é considerada grupo prioritário de vacinação. É urgente a imunização da nossa população indígena. Mesmo que o processo já tenha iniciado em algumas localidades, foi registrada resistência para não receber a vacina. Quando questionado o motivo para negar a aplicação da vacina, a resposta é a mesma daquelas

presentes nas “fakenews” “notícias falsas” que estão sendo propagadas pelos grupos antivacinação nas redes sociais e “whatsaApp””,

Para combater a desinformação é necessária uma medida urgente educativa de esclarecimento dos moradores das aldeias, especialmente em razão da vulnerabilidade das comunidades indígenas diante da pandemia. É necessário também procurar meios junto ao Ministério Público Federal para denunciar quem dissemina mentiras que dificultem as ações de saúde pública nas aldeias. “Isso é um crime!”.

 

Pedro Kemp apresentou essa indicação urgente para ser encaminhada às

Coordenações Regionais da Fundação Nacional

do Índio de Dourados, Ponta Porã, e Campo Grande com cópias para a Coordenação do Distrito Sanitário Especial Indígena de Mato Grosso do Sul – DSEI/MS, solicitando medidas urgentes para implantar uma estratégia junto as comunidades das aldeias indígenas de nosso Estado.

 

Foto: Midiamax/Dourados

Compartilhe: