Diminuir tamanho da fonte Aumentar tamanho da fonte

Pedro Kemp defende discussão com sindicatos antes da votação de projeto do Governo de gratificação a professores

Campo Grande, 11/04/2017

Professores têm que defender seus direitos e debater proposta de gratificação com a categoria antes de projeto do Governo ir à votação, afirma Pedro Kemp

O presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, deputado estadual Pedro Kemp (PT) afirmou hoje (11), em reunião com  docentes de escolas período integral e representantes da categoria, no Plenarinho, que o projeto do governo que prevê a gratificação de 15% no salário base dos educadores das escolas integrais seja amplamente debatido antes de ir à votação. “Nossa sugestão é de que antes de ir à votação, o Governo espere que os professores discutam com a ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública)  e a FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS)  em assembleias com a categoria para depois, poder decidir”.  O deputado João Grandão também acredita na abertura de um diálogo.

Durante o debate, alguns professores que trabalham nas escolas de período integral enfatizaram que os 15% teriam que incidir sobre o salário atual e não, em cima do base, que é menor.  Já os representantes dos sindicatos defendem que o benefício seja estendido a toda a categoria com base no plano de carreira e respeitada a formação e o tempo de carreira.

O projeto de lei do Governo trata-se do Programa de Educação em Tempo Integral Escola de Autoria. O projeto está em tramitação na Assembleia Legislativa. A Comissão de Educação vai defender a ampliação de prazo para que as discussões aconteçam sem que o projeto seja votado as pressas.

Participaram das discussões o deputado João Grandão, o presidente da ACP, Lucílio Souza Nobre, o presidente da FETEMS (Federação Estadual dos Trabalhadores em Educação/MS), Roberto Botarelli e o diretor de Finanças da FETEMS, professor Jaime Teixeira.

 

 

Compartilhe: